domingo, 5 de junho de 2016

Santaluz: missa celebrada no ‘lixão’ marca Dia Mundial do Meio Ambiente

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a Paróquia de Santa Luzia celebrou uma missa em ação de graças no lixão de Santaluz, na manhã deste domingo (5). A cerimônia, iniciada às 9h, foi presidida pelo padre Alexandre Aquino e reuniu dezenas de cristãos católicos. A missa também fez parte da programação alusiva a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016, cujo tema deste ano é “Casa Comum, nossa responsabilidade” e o lema “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5,24), com foco no saneamento básico, no desenvolvimento, na saúde integral e na qualidade de vida. A celebração foi encerrada com uma apresentação de literatura de cordel feita pelo poeta Justino Nunes.

“Propomos a celebração aqui no lixão como um ato profético e ao mesmo tempo de consciência. Celebrar a eucaristia no lugar onde as pessoas buscam a vida, pois, apesar de tirarem o sustento do lixo, as pessoas estão aqui buscando vida, elas querem viver, ninguém quer a morte. E as pessoas quando não encontram trabalho, buscam alternativas, e para alguns a alternativa de vida é aqui no lixo. Portanto, o propósito da celebração é, atuando na defesa do meio ambiente, conscientizar e estreitar os laços entre comunidade e as pessoas que trabalham aqui no lixão, ajudando-os a fazer esse trabalho de forma mais organizada, colaborando desde o momento em que separamos o lixo em nossa casa para coleta”, comentou o padre Alexandre.
O catador de recicláveis Antônio Isidorio de Jesus, que tem 49 anos e há 28 trabalha no lixão destacou a importância da iniciativa, que é realizada no local pela primeira vez. “A gente vive aqui meio esquecido pela sociedade, mas ações como essa são importantes para que as pessoas passem a ter um outro olhar para nós e para o meio ambiente”, disse.

Redação Notícias de Santaluz


Nenhum comentário:

Postar um comentário