terça-feira, 22 de março de 2016

Governador Mangabeira : Nota Pública - Para que não reste dúvidas, agora está com a Justiça Federal

Foto Ilustrativa/Divulgação


Meus amigos e minhas amigas,
Sobre o depósito indevido no valor de R$ 85.552,57 ( oitenta e cinco mil, quinhentos e cinqüenta e dois reais e cinqüenta e sete centavos) que a Prefeitura Municipal de Governador Mangabeira - Bahia depositou indevidamente na conta de DONA Veronice Pereira da Silva de Melo, já foi feita a PETIÇÃO direcionando a questão para ser resolvido junto a Justiça Federal.
Após aguardar a Prefeitura Municipal do dia 02 de março (dia que entrou o valor) até dia 17 de março de 2016 , não poderíamos mais perder tempo deixando esse valor na conta sem que nada fosse resolvido.

Então, na manhã da última quinta-feira , 17 de março de 2016, após diversas tentativas em devolver o recurso e a PMGM não fazer o esforço necessário em receber por vias legais através de um documento com papel TIMBRADO da Prefeitura, assumindo toda e qualquer responsabilidade da referida transferência de valores indevidos, só nos restou buscar a forma mais legal, transparente e honesta que foi realizar uma PETIÇÃO para a Justiça Federal às 10:52 horas da manhã no sentido de devolver o valor indevido e pedir autorização para que o Juiz Federal libere simplesmente o valor correspondente ao salário + adicional de tempo de serviço + décimo terceiro (por fazer aniversario no mês anterior ) que cabe a DONA VERONICE PEREIRA DA SILVA DE MELO.
A medida cautelar está na 3° Vara Federal , Juiz : Dr° Marcel Perez de Oliveira , processo N° 0002299-05.2016.4.01.3304 da Justiça Federal 1° Região - Subseção Judiciária de Feira de Santana-Bahia.
Retificamos que DONA VERONICE PEREIRA DA SILVA DE MELO foi prejudicada e encontra-se ainda no prejuízo por conta de seus valores do salário ter sido bloqueado pelo Banco do Brasil. Enquanto isso, aluguel, água, luz e alimentação são problemas para uma pessoa que depende do salário para sobreviver.
Na mesma PETIÇÃO foi solicitado ao Juiz a liberação dos valores correspondentes e devidos de DONA NICE que, está ainda aguardando a decisão judicial.

OS ATAQUES POR ELES AINDA CONTINUAM
Algumas pessoas ligadas a gestão municipal, por talvez não conhecer o teor do problema ou alguns talvez por maldade, estão usando grupos sociais para denegrir nossa reputação e nossa imagem. Alguns são amigos meus, não sentou para conversar e/ou ouvir nossa versão e estão saíndo dos limites.
Quero deixar claro aqui que a ATITUDE em levar até a Justiça Federal foi uma questão para defender nossa família Família que através de uma orientação jurídica se decidiu que por incertezas, dúvidas e informações desencontradas por parte da PMGM, o melhor a fazer para devolver era da forma que foi feita.
Quero esclarecer que não houve nenhuma motivação partidária nem política. Por isso, quero clamar as pessoas que encerremos esses comentários maldosos por que , qualquer um ou qualquer uma que AME sua família ou AME sua mãe faria o mesmo para pretege-las.

Quero também dizer que entendo a posição de alguns amigos até por que sei da dificuldade de empregabilidade em uma pequena cidade mas, preciso que todos e todas entendam nossa situação. Esperamos do dia 02 ao dia 17 para que a Prefeitura resolvesse o problema e NADA! Solicitamos simplesmente um documento LEGAL da Prefeitura que estivesse assinado assumindo toda e qualquer responsabilidade por conta da PMGM e NADA!
O porquê não nos entregar um documento assinado visto que o ERRO ou EQUIVOCO foi realmente da PMGM?
Quero finalizar dizendo aos meus amigos que não nos julguem porque nós sabemos as dores que sentimos e as noites que não dormimos por conta deste dinheiro indevido na conta. Reflitam por favor !
Só sei que é muito estranho muita gente e muitas entidades se envolvendo nisso para querer "resolver".
Um abraço a todos e todas e fiquem com DEUS .
DERLAN QUEIROZ

Nenhum comentário:

Postar um comentário