sábado, 5 de setembro de 2015

Constituinte, quando? Já!

Encaminhamentos do Encontro Nacional e Popular pela Constituinte, em Belo Horizonte.

Escrito por: Escola Sindical 7 de Outubro

Não faltou entusiasmo durante o Encontro Nacional e Popular pela Constituinte, realizado na área aberta da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, em Belo Horizonte, no dia de hoje, 04 de setembro. Após um ano da realização da campanha que coletou quase 8 milhões de votos, em que a maioria absoluta dos brasileiros disseram "Sim" à reforma política, Movimentos Sociais se reencontram para reivindicar um novo sistema político. 
A militância do Levante Popular da Juventude colocou a mesma disposição presente na semana da pátria de 2014. A todo momento o Levante puxava a palavra de ordem: Constituinte, quando? e todos/as respondiam: ! Com este entusiasmo, os mais de mil participantes do Encontro aprovaram o Manifesto de Belo Horizonte, em favor da atualidade da luta pela Constituinte.

O documento "A atualidade da luta pela Constituinte" foi debatido nos grupos de trabalho, na parte da tarde. A conjuntura aponta para: "(...) o desafio de conter a direita, de recolocar as reformas estruturais na agenda nacional, assim como democratizar o Estado brasileiro, reafirma a necessidade de combinarmos a luta de massas com a defesa de uma Constituinte enquanto saída superadora da crise", conforme preconiza o Manifesto aprovado pelos Movimentos Sociais.
Esta bandeira "(...) é típica de períodos de crise política. Processos constituintes, por motivos óbvios, não avançam em períodos de normalidade democrática. Entretanto, a conquista de corações e mentes do povo brasileiro não ocorrerá de forma espontânea. É preciso combinar AGITAÇÃO E PROPAGANDA da bandeira política da Constituinte com a iniciativa ORGANIZATIVA", afirma o Manifesto.
Por essa razão, o principal encaminhamento do Encontro é a rearticulação dos comitês locais pela Constituinte, considerando a realidade de cada estado/localidade. As assembleias populares devem ser priorizadas como forma de "ampliar e incorporar o tema por setores amplos da sociedade e ajudarão a identificar os problemas fundamentais de cada localidade, categoria ou segmento".
Foi aprovado também a proposta de calendário de base 2015-2016. Ainda em 2015, será realizado o Curso Nacional de Formação de Formadores, previsto para novembro. Já em 2016, o Curso de Formação de Formadores Estaduais é uma das ações estratégicas, previstas para o período de janeiro a março.
A rearticulação dos comitês locais e os cursos de formação de formadores visam construir uma verdadeira pedagogia de massas para popularizar a Constituinte e fazer com que esta bandeira se articule com as reivindicações contra a precarização das relações de trabalho, contra a homofobia e o sexismo, contra o extermínio da juventude negra e da periferia, contra a intolerância religiosa, contra a retirada de direitos da classe trabalhadora, nos locais de trabalho, nas comunidades, nas ruas...
O Maniesto "A atualidade da luta pela Constituinte" será apresentado durante a Conferência Nacional Popular em defesa da democracia e por uma nova política econômica, amanhã, 5 de setembro, na área aberta da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário