quinta-feira, 6 de agosto de 2015

NESTLÉ : "Negligência em Segurança no Local de Trabalho torna-se rotina na Bahia e preocupa sindicato " Afirma Sindicalista

" Será que vai precisar acontecer um óbito para que a Nestlé tome as devidas providências em resolver as pendências de segurança no local de Trabalho" Questiona o Sindalimentação/Bahia.
Na noite de ontem (05), por volta das 18:30 horas, mais uma grave acidente aconteceu nas dependências da Nestlé Nordeste Alimentos e Bebidas em Feira de Santana-Bahia. Desta vez, o acidente aconteceu na Linha do CPW onde um trabalhador tomou um choque elétrico e por pouco o acidente não foi pior. Mesmo acidentado, os representantes da empresa ainda forçaram o trabalhador voltar a linha de produção argumentando que não houve NADA! . Ao assistir as irregularidades, CIPA e SINDICATO exigiram que o trabalhador fossem encaminhado ao médico.
Após ser abandonado pela empresa no médico por conta de nenhum preposto acompanhar o acidentado até o hospital, a direção da Nestlé, na manhã desta quinta-feira(06) ainda força o trabalhador vir até a fábrica mesmo com atestado médico.
No Mês passado, após receber diversas reclamações dos trabalhadores a respeito das precariedades no local de trabalho,  a direção do Sindicato NOTIFICOU a direção da empresa e alertou sobre os riscos que os trabalhadores estavam expostos por conta de várias irregularidades existentes na fábrica. 
Após não obter sucesso nem respostas convincentes, a direção do SINDALIMENTAÇÃO/Bahia atendeu o clamor dos trabalhadores e realizou assembleias informativas em todos os turnos da fábrica.
Entre o mês de maio, junho e julho de 2015, a direção do SINDALIMENTAÇÃO/Bahia conseguiu identificar acidentes greves que a empresa OMITIU a emissão de Comunicação de Acidente de Trabalho - CAT. Dentre eles, o sindicato cita os acidentes com as carretas no pátio da empresa, uma empregada que quase tinha o braço "engolido" na fritadeira, o acidente de percurso com os trabalhadores do segundo turno e o choque elétrico que aconteceu ontem(05).  
" Será que vai precisar acontecer um óbito para que a Nestlé tome as devidas providências em resolver as pendências de segurança no local de Trabalho" Questiona o Sindalimentação/Bahia.
Por não obter sucesso nas reuniões com a direção da empresa em Feira de Santana-Bahia, a direção do SINDICATO irá enviar as NOTIFICAÇÕES diretamente para a sede na MULTINACIONAL em São Paulo e protocolará denuncia nos órgãos de fiscalização. 
" As ações devem ser de imediato para que não aconteça o pior; temos vários riscos de fios descapados em que as "goteiras" dos telhados caem em cima" Comenta Derlan Queiroz (Diretor do Sindalimentação e Coordenador da CUT Regional Portal do Sertão)


Nenhum comentário:

Postar um comentário