quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Trabalhadores resgatados do trabalho escravo serão inseridos nas obras da fiol

Dezenas de trabalhadores baianos, resgatados do trabalho escravo e integrantes do Projeto Ação Integrada Bahia (PAI-Bahia), serão inseridos nos quadros profissionais da Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S/A, nas obras da Ferrovia de Integração Oeste  e Leste (Fiol), no trecho Caetité-Barreiras. O acordo foi estabelecido em reunião realizada, nesta quarta-feira (6) em Santa Maria da Vitória, oeste baiano, envolvendo técnicos da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), a Organização Internacional do Trabalho (OIT), e representantes da empresa pública vinculada ao Ministério dos Transportes. A inserção deverá acontecer, ainda, no primeiro semestre de 2015.
Para o secretário estadual do Trabalho e Esporte, Álvaro Fonseca, “a ação a ser concretizada eleva os trabalhadores baianos resgatados do trabalho análogo ao escravo ao patamar do trabalho decente, com todas as garantias de proteção social. Trata-se de uma iniciativa de inclusão social, uma das metas deste Governo e, em especial da minha administração, que não poupará esforços no combate ao trabalho escravo e ao trabalho infantil na Bahia”, exemplifica. Pelo acordo a ser firmado neste primeiro semestre de 2015 serão inseridos dezenas de trabalhadores baianos resgatados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) entre os meses de fevereiro e setembro de 2014. Na lista constam 231 trabalhadores, sendo que 51 deles já foram abordados pela equipe de campo do PAI-Bahia, numa série de entrevistas, a fim de obter informações mais precisas sobre o perfil do grupo. O Projeto Ação Integrada é oriundo do Mato Grosso. Na Bahia ele conta com o apoio das secretarias estaduais: Trabalho e Esporte (Setre) e Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS) através de uma portaria governamental, que instituiu o Grupo de Trabalho Intersetorial (GTI). Também parceiros na replicação do projeto, as superintendências Regionais do Trabalho da Bahia (SRTE/Ba) e do Mato Grosso (SRTE/MT), além do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait).

Nenhum comentário:

Postar um comentário