quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Multilit é condenada a substituir amianto na fabricação de telhas e caixa d água

Ministério Público do Trabalho no Paraná conseguiu liminar para que a empresa Multilit Fibrocimento substitua a matéria prima amianto na produção e fabricação de artefatos de fibrocimento, como telhas e caixas d'água. O prazo para a empresa se adequar é de 36 meses e, caso descumpra a decisão, deverá pagar multa de R$ 50 mil por dia, reversível a Associação Brasileira dos Expostos ao Amianto (Abrea). Serão realizadas medições quinzenais para analisar a concentração de fibras de amianto dispersas em todos os ambientes laborais da empresa. Ainda será julgado o pedido do MPT-PR de condenação por danos morais coletivos no valor mínimo de R$ 100 milhões. A matéria-prima já foi banida em 66 países por causar doenças graves como o mesotelioma, câncer que atinge predominantemente a pleura do pulmão e causa a morte do trabalhador em poucos meses. Leia mais: http://bit.ly/1IgoB77

Nenhum comentário:

Postar um comentário