quinta-feira, 27 de novembro de 2014

8º CONGRESSO DA FETIABA.

8º CONGRESSO DA FETIABA DESTACA IMPORTÂNCIA
DE VALORIZAÇÃO DO TRABALHADOR.

 O 8º Congresso da FETIABA (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentos e Afins do Estado da Bahia) será realizado nos dias 28 e 29/11, no Hotel Aldeia da Praia, em Ilhéus-Bahia. O tema do evento Valorizando o Trabalhador de Alimentação busca enfatizar a importância de priorizar o ser humano no ambiente de trabalho de exploração do capitalismo.
São Delegados representando o Sindalimentação: Carlos Cerqueira, Neilton Meireles, Eduardo Sodré, João Luis Queiroz, Sandra Bitencourt, Ronaldo da Cruz, Jailton Menezes, Jaciane Santos, Derlan Queiroz, Francisco Neto, Marcleuber Moreira, Danilo César e Veronildo Queiroz. Os Suplentes são: Berivaldo Santana e Márcio Souza.
As palestras terão início às 19 h, do dia 28/11, com a técnica do DIEESE, Ana Gorgina Dias, expondo sobre a Conjuntura Política Nacional e Internacional.  O Dirigente do PC do B, Daividson Magalhães apresentará o tema Conjuntura Política Estadual e Nacional e o Vereador de Salvador, Everaldo Augusto (PCdo B): Mundo do Trabalho e Sindicalismo no Brasil.
No dia 29/11, às 11 h, será realizada a eleição e posse da nova diretoria para o período de 2014/2018. Na oportunidade será definido um Plano de Lutas para enfrentar os novos desafios em uma conjuntura política de adversidades.
A FETIABA vem atuando, conjuntamente com os sindicatos filiados, na organização nacional em defesa dos direitos dos trabalhadores do setor de alimentação. “Enfrentamos uma realidade perversa de grande exploração das empresas de alimentação, especialmente, na região nordeste onde a exploração dos patrões é ainda maior”, destaca o presidente da FETIABA, Roberto Santana.

Também será abordada a saúde do trabalhador. Conforme dados da OIT (Organização Internacional do Trabalho) atualmente, no mundo, dois milhões de trabalhadores morrem a cada ano de doenças ocupacionais e acidentes ocorridos no ambiente de trabalho. O grande número de doenças ocupacionais e acidentes de trabalho está relacionado, em grande medida, ao aumento do ritmo e da intensificação do trabalho.
Outro tema em destaque é a Valorização da Mulher. A Constituição estabelece que "homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações". Mas a realidade do mundo do trabalho não prevalece o determinado em lei. É fundamental transformar a mentalidade de dominação patriarcal da sociedade e perceber a mulher como cidadã autônoma com direitos equivalentes aos dos homens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário