quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Lula diz que preconceito contra nordestinos é “lamentável” e dá indireta em FHC

Pernambucano da gema e chocado com a onda de preconceitos contra nordestinos que surgiu na internet após a vitória esmagadora de Dilma Rousseff (PT) no primeiro turno da eleição presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) divulgou no Facebook um texto lamentando o preconceito contra os moradores da região.
Lula chamou de “lamentável” o episódio, que partiu inclusive de parte da comunidade médica brasileira, que reunida em grupos no Facebook pregaram o “holocausto” e extermínio contra os moradores da região e até uma separação e independência do Brasil em relação ao Nordeste.

“É lamentável o preconceito que vem à tona depois de um processo democrático tão importante, como as eleições do último domingo. É um absurdo que o nordeste e os nordestinos sejam caracterizados como ignorantes ou desinformados por seus votos. Primeiro porque isso é fruto de preconceito lastimável, segundo porque mostra um desconhecimento profundo da atual situação do nordeste brasileiro”, disse Lula.
Indiretamente o ex-presidente também criticou a fala do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que em entrevista ao portal UOL disse que “o PT está fincado nos menos informados, que coincide de serem os mais pobres”.
“Não é porque são pobres que apoiam o PT, é porque são menos informados”, disse FHC ao jornalista Josias de Souza.
Na mensagem no Facebook, o ex-presidente petista rebate as declarações do tucano e diz que quem pensa dessa forma imagina estar na década de 90, onde FHC era o presidente da República:
“Quem faz afirmações deste tipo imagina o Nordeste da década de 90 ou de antes, onde reinavam a fome, o desemprego e a falta de oportunidade. Por isso muitos, como eu, tiveram que abandonar sua terra natal e migrar para outras regiões em busca de melhores condições de vida. Hoje, o nordestino anda de cabeça erguida porque não é mais tratado pelo governo como cidadão de segunda categoria”, declarou o petista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário