segunda-feira, 28 de julho de 2014

Delegação baiana participa da 14ª Plenária Nacional da CUT que começa nesta segunda-feira (28), em São Paulo.



Começa nesta segunda-feira (28), em Guarulhos (SP), a 14ª Plenária Nacional da CUT. A delegação baiana já está na cidade pronta para defender a continuidade e o aprofundamento do projeto democrático-popular em curso na Bahia e no Brasil.
A 14ª Plenária Nacional da CUT será realizada de 28 de julho a 1º de agosto e os 31 delegados eleitos durante a 10ª Plencut-BA, que aconteceu em junho, em Feira de Santana, já está em São Paulo para levar as bandeiras da classe trabalhadora da Bahia para o cenário nacional e, sobretudo, participar das discussões que irão balizar as  conquistas da classe trabalhadora, o papel do sindicalismo na disputa de projetos em ano eleitoral e a reafirmação da unidade CUTista. 
O presidente da CUT Bahia, Cedro Silva, entende que o ano de 2014 será fundamental para definir os rumos do Brasil e da Bahia que queremos e lembra que “a CUT desempenha um papel muito importante nesse processo, pois temos o dever de aprofundar o debate sobre o projeto que queremos para avançar e impedir o retrocesso. A plenária é um momento de colocar em pauta estes debates".
A 14ª Plenária Nacional da CUT tem por objetivo promover a integração e o debate democrático de maneira a fortalecer, preparar e organizar a classe trabalhadora representada pela Central para avançar ainda mais nas conquistas para o povo brasileiro. “A Bahia, como grande protagonista da luta dos trabalhadores está presente a essa plenária com os seus delegados provando o compromisso e a responsabilidade que temos com a defesa dos direitos dos trabalhadores, ampliando e conquistando mais”, declara Cedro.
Vice-presidente da CUT-BA e dirigente da CUT Nacional, Cristina Brito, destaca a importância da Plenária. “A partir dessa plenária, vamos preparar o nosso próximo congresso associado a um projeto mais amplo de sociedade que incorpore todas as lutas para q a sociedade compreenda q estamos consolidados em movimento novo” e defende a participação social para novos avanços e conquistas. “É muito importante que a sociedade, de um modo geral interaja, participe. Portanto, conclamo que a sociedade, sobretudo esse ano, vote e referende esse projeto de vitórias que foi construído pela classe trabalhadora”.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário