quinta-feira, 19 de junho de 2014

Nestlé : Trabalhadores cruzam os braços e entram em GREVE em Itabuna


 " Na Nestlé falta dialogo e sobra prepotência" . Afirma o Sindicalista Ronaldo Cruz. "Imagine que a empresa tem recurso de 55 milhões para patrocinar a Copa do Mundo e, não se dispõe em sentar para negociar com o Sindicato" Conclui
Os quase 400 trabalhadores da unidade fabril da Nestlé em Itabuna/Bahia, cruzaram os braços e iniciaram a greve às 20:00 da última terça-feira (17).
No último dia 11, foi realizado uma assembléia que, por meio de escrutínio secreto, grande maioria dos trabalhadores reprovaram as propostas apresentadas, são elas : ( 7,5% de reajuste, Piso Salarial R$ 1.075,00, PLR Fixa R$ 4.500,00, PLR Variável 98% e Tickt Alimentação R$ 500,00). 
Foto: Oziel Aragão
De acordo com o Sindicato, a empresa precisa melhorar às porpostas de acordo com as proporcionalidades que aconteceram com os trabalhadores da Multinacional no Estado de São Paulo.
 " Lá o tickt recebeu um reajuste de R$ 75,00 enquanto aqui na Bahia eles só oferecem R$ 40,00 ; O Piso Salarial lá é R$ 1.240,00 enquanto aqui eles só oferecem R$ 1.075,00" Exemplifica o sindicalista Eduardo Sodré (foto). " Por que esse tratamento diferenciado, ? " Questiona Sodré.
Já o sindicalista Derlan Queiroz (foto) , condenou às ameaças, intolerãncia , truculência e praticas AntiSindicais paraticadas pela direção da multunacional em Itabuna. " Imaginamos o tanto quanto vocês devem sofrer todos os dias por ter que enfrentar as dolorosas práticas da "gestão" aqui de Itabuna" Fala o Sindicalista aos trabalhadores. " Se vocês estivessem aqui na noite de ontem(17), vocês sentiriam nauseas pelo abuso de poder praticado quando a direção da empresa trouxe 03 (três) seguranças fortemente armados para recepcionar o sindicato e trabalhadores; essa é uma das maiores formas covardes de intimidação e coação na tentativa frustrada de impedir o direito de greve" Concluiu Queiroz. 
Durante às 24 horas da greve de advertência, o sindicato contou com apoios e solidariedade de classe dos trabalhadores e de diversos sindicalistas que estiverem presente dando apoio a luta na greve dos trabalhadores da Nestlé/Itabuna.
Na manhã de quarta-feira(18), às 08:30 da manhã, o Presidente da CONTAC, Siderlei Oliveira(foto) falou com os trabalhadores via conferência e confirmou seu apoio a luta , ratificando ainda que já levou os arbritariedades da Nestlé ao conhecimento da UITA e que não descansará enquanto não combater as práticas AntiSindicais.
Além do Sindialimentação/Bahia, os trabalhadores contaram com o apoio da Contac, Fetiaba, Sintese, Sintex, Sindbeb/Ba, Sindicatos dos Comérciários de Itabuna, Sindicacau, CUT Regional Cacaueira , CTB, Aldenes Meira (PCdoB) - Presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Vereador Jairo Araújo (PCdoB)  de Itabuna e trabalhadores da Barry Callebaut, que solidários a LUTA dos trabalahdores da Nestlé de Itabuna, pararam as atividades até às 10:00 da manhã.

"Durante os 35 anos que a Nestlé está instalada em Itabuna, qual a contra partida social, o que a Nestlé fez para a população de Itabuna além de explorar os trabalhadores ?" Questiona Carlos Cerqueira, Coordenador Geral do Sindalimentação/Bahia.
De acordo com a direção do Sindicato, muitas tentativas de intervenções já aconteceram no sentido de resolver o impasse. " Tanto o Governo do Estado através do Gabinete do Governador, Secretaria da Indústria e Comercio, Secretária do Trabalho mas, não houve sucesso por conta da direção da Nestlé que não mostra interesse em negociar" Afirma o Sindicato. " A assossiação comercial de Itabuna e a Câmara Municipal também se dispuseram e até agora nada; deixamos claro para a sociedade que o Sindicato sempre estará a disposição para negociar e resolver o impasse atrvés do dialogo" Finaliza 
Foto:Oziel Aragão
De acordo com o dirigente do Sindalimentação Eduardo Sodré, com a greve, a Nestlé deixa de produzir a cada dia 65 ton leite em pó, 170 ton de nescau liquido UHT, 120 ton de bebida láctea Sollys , além de desviar toda sua matéria prima para Teófilo Otonni/MG o correspondente a 200 mil litros de leite In"Natura. " Eles ainda conseguiram uma concessão do Governo do Estado para produir aqui em Itabuna com o CNPJ de Nestlé Nordeste Alimentos e Bebidas, assim, usufrindo de todos os incentivos de Feira de Santana/Bahia". Finaliza Sodré.

Nenhum comentário:

Postar um comentário