quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Dezessete de 594 parlamentares podem ser barrados por Lei da Ficha Limpa

Dezessete dos 594 atuais parlamentares podem não disputar as eleições de 2014 em função da Lei da Ficha Limpa, de acordo com levantamento da ONG Transparência Brasil. Dezesseis deputados e um senador foram condenados em segunda instância por improbidade administrativa, compra de votos ou abuso de poder econômico ou político. Dos parlamentares citados, quatro são do PSD. O PMDB tem três políticos; PSDB, PP e Pros, dois; PT, PSB, PSC e PRP têm um cada. O projeto que deu origem à Ficha Limpa foi encaminhado ao Congresso em 2009, por iniciativa popular. O texto foi aprovado em 2010. No entanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) anulou a aplicação da lei na eleição daquele ano e adiou seus efeitos para a disputa municipal de 2012. Logo, o pleito de 2014 será o primeiro em âmbito estadual e federal com a Ficha Limpa em vigor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário