quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Número de investigações de trabalho escravo é dez vezes maior, mas crime não é punido

O número de investigações solicitadas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra trabalho escravo aumentou dez vezes nos últimos três anos. Somente no ano passado, foram instaurados 702 procedimentos extrajudiciais, contra 73 ações do gênero em 2010, quando as investigações sobre o tipo de crime passaram a ser competência da Justiça Federal. Ainda assim, de acordo com o MP, há três anos a atividade ilícita não é punida de forma definitiva. Saiba mais na Coluna Justiça

Nenhum comentário:

Postar um comentário