sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

CERB explica abertura de comportas na barragem de Pedra do Cavalo

Erguida em 1985 a Barragem de Pedra do Cavalo, foi construída por três importantes motivos; controlar a vazão de água que ocasionou enchentes históricas na cidade heroica da Cachoeira; contribuir com o abastecimento de água de Salvador e por fim gerar energia sem comprometer o ecossistema existente no local. Durante o período de março a julho de 2005 o grupo Votorantim Cimentos iniciou debates e em seguida realizou um estudo de viabilidade, identificação da oportunidade e o desenvolvimento do projeto MDL. O projeto foi validado em agosto, aprovado pelo Comitê Executivo em outubro foi submetido para o devido registro na ONU em novembro. A Usina trouxe para Cachoeira e região modificações que comprometeram o meio ambiente e a vida de pessoas que tiravam o sustento por meio do rio Paraguaçu. “O rio virou mar. Nós tínhamos uma fartura de peixes e mariscos, da barragem até o farol. Mas agora a água salgada mudou tudo”. Desabafou o pescador Francisco Estévão. Desde o dia 31 de dezembro, moradores e ribeirinhos ficaram surpresos com a abertura de quatro comportas da barragem. O fechamento foi realizado na madrugada desta quinta-feira (02). De acordo com o gerente de meio ambiente e barragens da Companhia de Engenharia Ambiental e recursos Hídricos da Bahia (Cerb), Aldo Andrade, esse processo faz parte de um plano nacional de operação no sistema de Barragens. “Esse fato aconteceu devido as fortes chuvas que caíram na cabeceira do rio, lá na região da Chapada. O nível de agua estava 14 metros abaixo da cota. No dia 24, quando chegou a cair 160 m3 por segundo, a barragem liberou água para gerar energia, o que não ocorria há muito tempo. E a partir do final de janeiro, vamos fazer alguns testes abrindo as comportas para liberar mais água” afirmou Aldo Andrade. O Grupo Votorantim foi procurado pela nossa equipe mas não obtivemos resposta. Informações : Reconcavo OnLine

Nenhum comentário:

Postar um comentário