sábado, 7 de dezembro de 2013

Onze faculdades baianas são punidas pelo MEC e não poderão realizar vestibular em 2014

Treze cursos de onze faculdades baianas estão na lista, publicada nesta sexta-feira (6) pelo Ministério da Educação (MEC), das instituições de ensino superior que terão vestibulares suspensos em 2014. Em todo o Brasil, 270 cursos foram punidos por apresentarem conceitos insatisfatórios duas vezes seguidas em avaliação do órgão federal. Na capital baiana, não poderão realizar processo seletivo no ano que vem a Estácio FIB, Castro Alves e Faculdade da Cidade do Salvador, para os cursos de Ciências Contábeis; a Unyahna, para Direito; a Faculdade São Salvador, para Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos e Ciências Contábeis; e a São Camilo, para Administração. Em Lauro de Freitas, as Faculdades Integradas Ipitanga não poderão abrir inscrições para vestibular de Jornalismo.
Já em Vitória da Conquista, a Faculdade Independente do Nordeste e a FTC não abrirão vagas para os cursos de Direito. Em Santa Cruz Cabrália, a Faculdade do Descobrimento fica impedida de realizar vestibular para Administração e, em Itamaraju, a Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas não realizará processo seletivo para Direito e Administração. De acordo com o MEC, 12,9% dos 5,8 mil cursos avaliados no país foram punidos. Isso significa que o ensino superior brasileiro terá menos 44 mil vagas de ensino superior disponíveis em 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário