domingo, 17 de novembro de 2013

Nenhuma prisão vai prender a minha consciência’, afirma Dirceu

Condenado e com a prisão prestes a ser concretizada, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-ministro José Dirceu garantiu que mesmo preso vai “continuar lutando” e que nada vai afastá-lo da vida política. “Eu não vou me dobrar. Nenhuma prisão vai prender a minha consciência”, afirmou o petista em entrevista a Folha de São Paulo. “O que eu não posso aceitar é essa coisa medieval, de inquisição. Não basta as pessoas serem condenadas, elas têm que ser linchadas? Como é que publicam a foto da minha filha de 3 anos nos jornais? Isso é proibido em qualquer lugar do mundo, é o direito de uma menor”, disparou Dirceu, em referência as fotos de quando ele descansava com a família em Itacaré, no sul baiano, no dia em que o STF determinou a prisão imediata de 15 dos 25 réus do mensalão. “Estão plantando o ovo da serpente.
E a primeira vítima será a própria imprensa, os jornalistas. Foi assim em 1937 [ditadura do Estado Novo], em 1964 [ditadura militar]. Os que apoiaram [os golpes] foram os primeiros a sofrer depois”, completou. Dirceu ainda garantiu que aguarda a decisão sobre as prisões com “o espírito de quem se considera injustiçado. E a pior injustiça é aquela que a Justiça faz”. “Fui condenado sem provas. É público e notório que sou inocente e que a minha vida é limpa. E virei um chefe de quadrilha?”, se defendeu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário