domingo, 27 de outubro de 2013

Flica cancela debate após protesto contra o sociólogo Demétrio Magnoli, chamado de ‘racista’

A organização da Festa Literária Internacional de Cachoreira (Flica) decidiu cancelar o debate que aconteceria na noite deste sábado (21), intitulado “As Imposições do Amor ao Indivíduo”, por temer novos protestos no evento, ao informar que não conseguiria garantir a integridade física dos convidados. A mesa teria presença do filósofo Luis Felipe Pondé e do sociólogo Jean-Claude Kaufmann, sendo que o primeiro poderia ser alvo de manifestações por ser considerado de direita. O clima na Flica ficou tenso na manhã deste sábado, após um grupo de estudantes da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB) protestarem durante um debate com o geógrafo e sociólogo Demétrio Magnoli, conhecido por ser contra as cotas raciais. Chamado de “racista”, o pesquisador não conseguiu continuar a falar na mesa chamada “Donos da Terra? - Os Neoíndios, Velhos Bons Selvagens“ e o evento acabou suspenso.
Dois estudante chegaram a ficar seminus. “Estamos aqui fazendo este ato por contra esse cara que é racista, é contra as cotas. E Cachoeira é terra de preto, remanescente de quilombo”, afirmou uma estudante de jornalismo da UFRB. Magnoli apenas declarou que os alunos poderiam ser comparados aos fascistas do ditador italiano Mussolini. "No poder, esse grupo fuzilaria os seus opositores", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário