sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Homem denuncia médico por cobrar R$ 1,2 mil por parto de emergência pelo SUS

Um homem diz ter pago R$ 1,2 mil para um médico fazer o parto de emergência de sua esposa em uma unidade do Sistema Único de Saúde (SUS), em Itabuna, região sul do estado. O fato teria ocorrido na segunda-feira (5), na Maternidade Ester Gomes. Diante da demora de a esposa ser atendida, Luiz Henrique do Espírito Santo teria apelado para o médico obstetra Luiz Leite, que teria cobrado a quantia de dois salários mínimos para realizar o parto. No dia seguinte, Luiz Henrique procurou a imprensa e denunciou o caso. Após a denúncia, o médico devolveu o dinheiro. Segundo matéria do UOL, o hospital, através de seu diretor José Leopoldo dos Anjos, afirmou que o médico alvo da denúncia será apenas advertido, pelo fato de não ser possível penalizá-lo devido à carência de profissionais no município. A Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) declarou que não houve ainda queixa formal sobre o caso, e que o inquérito administrativo será aberto após o processo se tornar oficial. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário