sábado, 24 de agosto de 2013

Empresários arrematam 28 das 123 usinas de energia eólica leiloadas na Bahia

Com 123 empreendimentos à venda, a Bahia teve o maior número de lotes comprados no leilão de energia eólica realizado nesta sexta-feira (23) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). No entanto, o número de usinas contratadas foi bem abaixo do total disponível, apenas 28. Os empresários decidiram investir R$ 2,1 bilhões no estado, para adquirir 567,8 mil megawatts. Em seguida, está o Piauí, com 420 mil MW e R$ 1,4 bilhões, em 14 empreendimentos. A menor contratação foi no Rio Grande do Sul, com 80,5 mil MW. O Ceará receberá seis empreendimentos, enquanto Pernambuco e o Rio Grande do Norte ficarão com sete cada. No total, 66 usinas eólicas foram selecionadas em oito estados. O preço médio de venda ficou em R$ 110,51 por MWh (megawatt-hora). Foram contratados 1.505 MW em potência, com valor total de R$ 13,08 bilhões. “O leilão foi muito bom. Atingiu o objetivo que nós tínhamos: adquirir uma quantidade importante de energia a um preço bastante competitivo”, resumiu o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim. Os contratos terão duração de 20 anos e início de suprimento está previsto para 1° de setembro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário