segunda-feira, 5 de agosto de 2013

CUT realiza protesto em Salvador contra PL da Terceirização

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) na Bahia realiza manifestação nesta terça-feira (6) contra o projeto de lei que permite a terceirização das atividades-fim de empresas em todo o Brasil. O ato acontece em frente ao prédio da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), no Costa Azul, e faz parte da estratégia proposta pelas centrais sindicais de discussão com o governo federal, empresários e parlamentares sobre a "precarização dos serviços", que, segundo as entidades, será ampliada com o projeto. O presidente da CUT-BA, Cedro Silva, afirma que há retrocesso nas propostas sobre seis pontos considerados prioritários pelos trabalhadores: o conceito de atividade especializada, os limites à terceirização, o entrave para a chamada quarteirização, o significado dado à responsabilidade solidária, o caso dos correspondentes bancários e a organização e representação sindical. "A terceirização é uma conta que não fecha. Alguém tem que pagar pelo serviço contratado e o lado mais prejudicado é sempre o assalariado. Não aceitamos que sejam retirados direitos conquistados", diz em nota enviada à imprensa o secretário de Relações de Trabalho da entidade, Raimundo Calixto.
O PL 4330/04, de autoria do deputado federal Sandro Mabel (PMDB-GO), já recebeu aval do relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara (CCJC), Arthur Maia (PMDB-BA), e deve ser votado no dia 13 de agosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário