terça-feira, 23 de julho de 2013

Pílula do dia seguinte é aprovada por 82% dos jovens católicos

Um levantamento feito pelo IBGE aponta que 82% dos católicos entre 16 e 29 anos aprova o uso da pílula do dia seguinte. A pesquisa que deve ser divulgada ainda nesta segunda-feira (22) também afirma que quando o assunto é a criminalização do aborto, a juventude católica vai em outra direção. Dos entrevistados, 62% condenam a prática. Já a união entre pessoas do mesmo sexo é apoiada por mais da metade dos fiéis, com 56% de aprovação. A pesquisa, que chega na mesma data de início da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) com o papa Francisco como o grande expoente, ainda apontou mudanças no perfil da comunidade católica. Cerca de 90% dos entrevistados exigem punição para religiosos que se envolveram em crimes como os de pedofilia; 72% querem o fim do celibato; e 62% pedem a ordenação de mulheres.
"Há uma defasagem enorme entre o que pensam e praticam os fiéis e as normas da instituição, especialmente no que se refere à moral sexual", diz a socióloga Maria José Rosado, coordenadora de grupo católico. Informações da Folha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário