quarta-feira, 8 de maio de 2013

Quase 1,7 milhão de casas deixaram voluntariamente o Bolsa Família

Em dez anos, 1,69 milhão de famílias deixaram espontaneamente o programa o Bolsa Família porque declararam renda familiar acima do limite permitido para receber o benefício. Apesar da divulgação dos dados, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome não soube precisar quantas pessoas de fato saíram porque conseguiram emprego e passaram a ganhar mais ou se houve diminuição do número de integrantes da família, o que faz a renda per capita superar o limite de R$ 140. O número representa 12% das 50 milhões de pessoas representantes das 13,8 milhões de famílias contempladas. Além dos que prestaram voluntariamente as informações, durante a atualização cadastral pelas prefeituras, a fiscalização excluiu 483 mil beneficiários flagrados com renda maior do que a permitida. O balanço cobre um período de quase dez anos, entre outubro de 2003 até fevereiro de 2013. Desde o início do programa, 522 mil beneficiários permanecem na folha de pagamento, o equivalente a 45% do total contemplado no mês de estreia. Informações de O Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário