sábado, 18 de maio de 2013

Defensoria Pública aponta superlotação em delegacias superior a presídios

Elaborado após visitas realizadas em janeiro passado às delegacias de Salvador e Região Metropolitana (RMS), um relatório da Defensoria Pública do Estado da Bahia aponta carceragens superlotadas, com infraestrutura precária e ambientes em condições subumanas. A situação não é novidade e já havia sido constatada em inspeções do Conselho Nacional de Justiça, em julho do ano passado. Há cerca de 1,1 mil presos nas delegacias da RMS, de acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil. A depender de transferências e novas detenções, o número varia 3%. Como há 390 vagas, segundo reportagem do A Tarde, o excedente é de 710. De acordo com a publicação, o excesso é maior nas delegacias, locais destinados aos presos provisórios, do que nos quatro presídios da capital baiana, que tem 1.688 vagas.
Nos locais, há uma superlotação de 441 presos, ou 26,4% a mais, informa a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário