quinta-feira, 9 de maio de 2013

Cai inflação para famílias de baixa renda no Brasil

O Índice de Preços ao Consumidor Classe 1 (IPC-C1) da Fundação Getulio Vargas (FGV) registrou inflação de 0,59% em abril para famílias com renda até 2,5 salários mínimos. A taxa é inferior ao 0,75% identificado no mês anterior e superior ao registrado em abril para todas as faixas de renda, de 0,52%. A queda do IPC-C1 de do último mês foi provocada pela redução de cinco classes de despesa analisadas. A inflação dos alimentos caiu de 1,28% para 0,98%, puxada principalmente pela queda de preços de 2,08% das aves e dos ovos em abril. O setor de habitação também teve desaceleração, de 0,76% em março para 0,34% em abril. O comportamento foi puxado por itens como tarifa de eletricidade residencial, que teve baixa de 0,58% dos preços no mês.
Três grupos de despesa passaram de uma inflação em março para uma deflação no mês seguinte: transportes (de 0,21% para -0,06%), comunicação (de 0,31% para -0,78%) e educação, leitura e recreação (de 0,42% para -0,47%). Por outro lado, outras três classes tiveram aumento da taxa em abril: saúde e cuidados pessoais (de 0,36% para 1,63%), com influência da alta nos preços dos remédios, de 2,75% no mês; vestuário (de 0,72% para 0,83%) e despesas diversas (de 0,18% para 0,21%). Informações da Agência Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário