sexta-feira, 3 de maio de 2013

Agrotóxico proibido poderá ser usado no oeste baiano

A utilização de um agrotóxico não registrado no Brasil foi autorizado por 90 dias, com o monitoramento e fiscalização do Ibama e da Anvisa. A medida, definida após uma reunião entre  promotores de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia, procuradores da República e representantes do Ministério da Agricultura, Ibama, Anvisa, Embrapa e do Governo da Bahia, se baseia na necessidade de combate à lagarta helicoverpa armigera, que ataca lavouras de soja e algodão do oeste baiano. O benzoato de emamectina possui uma alta toxidade e havia tido o pedido de liberação negado, há seis anos, pelo Ibama. O pedido foi feito pela Secretaria Estadual de Agricultura da Bahia (Seagri) e caso seja constatado algum impacto nocivo à saúde ou ao meio ambiente, o uso deve ser suspenso e o MP adotará as medidas pertinentes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário