quarta-feira, 10 de abril de 2013

Pindobaçu: 'Assassino' de mulher ketchup é recapturado pela polícia


O homem envolvido no assassinato forjado de uma mulher que ficou conhecida como “mulher ketchup”, na cidade de Pindobaçu, no norte baiano, foi recapturado nesta terça-feira (9) após fugir com outros 10 presos da delegacia de Senhor do Bonfim, no interior do estado, no último dia 29 de março. O crime, no ano de 2011, ganhou repercussão mundial. De acordo com o titular da 19ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), delegado Felipe Neri, Carlos Roberto de Jesus foi recapturado durante buscas da polícia, entre o domingo (7) e segunda-feira (8). Segundo o delegado, o preso foi localizado em Pindobaçu e foi encaminhado para a carceragem do complexo policial de Senhor do Bonfim. No total, cinco fugitivos foram recapturados. Eles usaram uma corda feita de lençóis, chamada de "tereza" para fugir da unidade policial. Na época do suposto crime, Carlos Roberto foi indiciado por crime de estelionato por ter "enganado" a mandante só para ficar com o dinheiro oferecido. Uma mulher procurou a delegacia da cidade alegando que R$ 1 mil teriam sido tomados em assalto por um homem. Ao encontrar o suspeito, a polícia descobriu que o homem tinha sido contratado pela mulher para assassinar uma pessoa. No entanto, em acordo firmado com aquela que seria sua vítima, o homem optou por não cometer o crime e decidiu encenar a morte usando condimento a base de tomate para simular sangue e uma faca. Em seguida, o suposto matador tirou uma fotografia da vítima, entregou à mandante como prova da ação e recebeu o pagamento. A trama foi descoberta quando a mulher que deveria estar morta foi vista pela própria mandante na feira da cidade beijando o suposto assassino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário