segunda-feira, 25 de março de 2013

Pesquisador desenvolve sistema para geração de energia a partir de resíduos de frango


Equipamento desenvolvido na Universidade Estadual Paulista (Unesp) permite que resíduos de frango sejam utilizados para gerar energia elétrica por meio da produção de biogás. A máquina desenvolvida pelo pesquisador Airon Magno Aires separa os dejetos que seria descartados por granjas em partes líquidas e sólidas e necessita de cerca de 26,5 quilowatt-hora de potência por galpão avícola. "A proposta é transformar a criação de animais em sistemas sustentáveis de produção", informa Aires. Com o invento, um galpão de frangos de corte pode gerar 65 mil metros cúbicos de biogás, o que pode ser convertido em cerca de 110 megawatts de energia. Como as granjas também costumam utilizar lenha para aquecer os galpões durante os primeiros dias de vida das aves, com a substituição pela energia do biogás, a redução de gases de efeito estufa pode chegar a 8 toneladas de gás carbônico por ano em cada galpão. "O biogás tem a vantagem de ser um combustível renovável e limpo, quando comparado à energia de combustíveis fósseis e lenha", conta o professor. A pesquisa também propõe um novo processo para que a fração sólida resultante do processamento seja utilizada para produção de adubos orgânicos. "O processo tradicional de compostagem desagrada aos produtores, porque gera um odor muito forte", relata. Informações da Agência Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário