sexta-feira, 1 de março de 2013

Justiça do Trabalho determina volta de 50% dos vigilantes em greve

O Tribunal Regional do Trabalho determinou a manutenção do contingente mínimo de 50% dos vigilantes que estão em greve desde a segunda-feira (25). A decisão foi da desembargadora Sônia França, relatora do caso. O descumprimento da determinação ou a ocorrência de protestos que possam constranger ou ameaçar direitos de terceiros estão sujeita à multa diária de R$ 50 mil. Alguns grevistas fizeram manifestações em agências bancárias e tentaram convencer os colegas a cruzarem os braços. A medida judicial corresponde ao deferimento parcial da liminar pedida pelo Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado da Bahia (Sindesp-BA) contra as entidades de representação dos trabalhadores em todo estado, Sindvigilantes, SindMetropolitan e SVItabuna. O dissídio coletivo será julgado na próxima quinta-feira (7).

Nenhum comentário:

Postar um comentário