terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Vítimas de abusos na Irlanda comemoram renúncia de Bento 16


Um grupo que representa vítimas de abusos contra crianças cometidos em instituições católicas na Irlanda festejou a renúncia do Papa Bento 16, anunciada nesta segunda-feira (11). A entidade considera que o pontífice "não fez nada" para punir os autores dos abusos. "Este Papa teve uma grande oportunidade de abordar décadas de abusos na Igreja, mas no final das contas não fez nada mais que prometer tudo e, definitivamente, não fazer nada", declarou John Kelly, do grupo Survivors of Child Abuse (Sobreviventes de Abusos contra Crianças), que representa vítimas de abusos físicos, sexuais e emocionais, noticia o G1.  País tradicionalmente católico, a Irlanda foi abalada com a sucessão a revelação de relatórios sobre décadas de abusos contra crianças cometidos por parte do clero e acobertados pela hierarquia da Igreja. "Pedimos ao Papa sanções contra as ordens religiosas que cometeram os abusos e os líderes religiosos da Irlanda que permitiram que isto acontecesse, mas para nossa consternação não aconteceu nada", completou Kelly.

Nenhum comentário:

Postar um comentário