quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Maragojipe: Vereador denúncia ao Ministério Público médico que negou atendimento


O edil  Neto do PT denunciou ao Ministério Público, um suposto caso de omissão de socorro, que alega ter  vitimado o maragojipano Valdemiro Souza Conceição. De acordo com a Nota, o médico Tarcisio Torres Pedreira- CREMEB 22863 recusou-se em atender o paciente que chegou a unidade médica  com sintomas de problemas cardíacos. De acordo com o vereador, após ameaças da família em denunciar o Hospital e o plantonista, o mesmo  concedeu uma ambulância para transferência de Valdomiro, porém segundo a família,  devido a demora, e falta dos primeiros atendimentos, o cidadão morreu ao dá entrada na Santa Casa de Saúde de São Félix.Reportagem: Mídia Recôncavo 

Confira a nota na integra:

Exa. Sra Dra.
NEIDE REIMÃO REIS
Promotora de Justiça de Maragojipe.


Senhora Promotora,

Mais uma vez apresento meus respeitos e venho através da presente oficiar denúncia contra a Administração Municipal, agora em caráter de maior gravidade, uma vez que, conforme fomos procurados pelos familiares do Sr. VALDERMIRO SOUZA CONCEIÇÃO, principalmente pela sobrinha do mesmo, Srta. Alessandra Luiza Araujo Conceição, que acompanhou o mesmo até o Hospital de Maragojipe, em carro de praça, uma vez que lhe foi negado a ida da Ambulância e da SAMU, este acometido de infarto, sendo atendido pelo Dr. TARCISIO TORRES PEDREIRA – CREMEB 22863, que negou atendimento imediato ao paciente, inclusive, com ameaças de ser chamada força policial. Após interferência e ameaças dos familiares desesperados com o quadro médico do seu ente querido, foi que o referido médico mobilizou uma ambulância para transferir o paciente para o Hospital de São Felix, todavia, em vista do que tudo indica, da demora do atendimento, o Sr. Valdermiro Souza Conceição veio a óbito ao dar entrada naquela unidade hospitalar. Assim sendo na condição de representante do povo e da denuncia a mim encaminhada pessoalmente pelos familiares, venho solicitar a apuração do ocorrido e aplicação das penalidades legais que o caso requer.


Respeitosamente


EUSTILIO DE CARVALHO NETO
Vereador

Nenhum comentário:

Postar um comentário