domingo, 10 de fevereiro de 2013

Geddel está debruçado sobre crise do Hospital Espanhol


Marcando presença no Carnaval de Salvador, o vice-presidente de pessoa jurídica da Caixa Econômica Federal , Geddel Vieira Lima (PMDB), afirmou já está se movimentando para ajudar, no que for possível, o Hospital Espanhol a sair da crise financeira em que se encontra. A beira de fechar as portas, o  centro médico, localizado na Barra, está a beira do encerramento das atividades.

“Nós estamos trabalhando para contribuir. Todos sabem meu empenho para ajudar a Bahia em tudo que for preciso. Fiz isso como ministro e não iria me furtar a repeti-lo enquanto vice-presidente da Caixa. Mas é importante reforçar que a administração do hospital precisa fazer a parte dela. Objetivamente, já liberamos uma Trans, que é uma parcela de um financiamento”.

Com a pré-candidatura ao governo do estado lançada desde a derrota eleitoral ainda em 2010, ano em que Jaques Wagner se reelegeu governador, o cacique peemedebista reitera que não será empecilho para a unificação do campo oposicionista. “Estamos conversando, mas ainda é muito incipiente. Atualmente, o nome melhor colocado na oposição é o do prefeito ACM Neto. Não teria problema algum em apoiá-lo”.

O prefeito de Salvador deixou claro durante o Carnaval que eleição para ele, só em 2016. Questionado sobre a movimentação do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), no sentido de se viabilizar como candidato a vice da presidente Dilma Rousseff em 2014. Geddel avalia que toda costura do presidente nacional dos socialistas indica que o caminho é a cabeça de chapa. Informações Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário