sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Sylvester Stallone pagou milhões para abafar suposto abuso sexual contra irmã, diz jornal

O ator Sylvester Stallone, de 66 anos, pagou milhões, durante anos, à sua meia-irmã, para que ela não revelasse que foi abusada sexualmente por ele na infância. A informação é do jornal "New York Post" desta quinta-feira (24). O diário diz ter ouvido fontes próximas ao ator, que teria sofrido chantagens da suposta vítima, Toni-Ann Filiti. Segundo o jornal, a parente do ator, por parte de mãe, pediu uma quantia de US$ 2 milhões mais uma mesada de US$ 16.666 “para o resto de sua vida”. O acordo também previa um benefício extra anual de US$ 50 mil, para gastos psiquiátricos e médicos de Filiti. Ela morreu em agosto de 2012, aos 48 anos, vítima de um câncer pulmonar.
Stallone teria se rendido a todos os pedidos da meia-irmã, com medo de que um escândalo afetasse sua carreira. A mãe do astro, Jacqueline Stallone, defendeu o filho das acusações. "Não passou de chantagem", afirmou ela, que disse que a filha era viciada em pílulas. "Uma viciada em drogas faz o que der na telha. Quando Sylvester ficou famoso, ela não precisou mais fazer nada. Ele estava tentando ajudá-la. Ele cedeu."

Nenhum comentário:

Postar um comentário