terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Ponto de Vista da Co-Relação de Forças: CAPITAL X TRABALHO


A cada ano que se passa, estamos percebendo que as coisas estão ficando mais dificeis dentro do campo da Co-Relação de Forças. 
De um lado, o Capital, que em numeros é minoria em relação ao Trabalho mas, vêem com toda força demonstrando uma grande articulação de organização e coorporativismo para explorar a Classe Trabalhadora que, através da força  do seu trabalho  é a grande responsável pela geração de riqueza e de renda do País .
Do outro lado, O Trabalho, que representa a maioria em relação ao Capital mas, ainda tenta se organizar e, na maioria das vezes não conseguem entender que estão sendo explorados pelo Capital. As táticas e manobras realizadas pelos patronatos fazem acirrar ainda mais o campo da disputa. Dentre elas, temos os fatidicos modelos de cooptação que são adotados pelas empresa (funcionário do mês, PLR, 14º salário,etc . . . ) onde os trabalhadores , são explorados, são lesionados e ficam desapercebidos da verdadeira Luta/Disputa com o CAPITAL e caem no abismo da disputa TRABALHADOR X TRABALHADOR.
Neste ano de 2013, a realidade não será diferente dos anos anteriores e, cabe aos trabalhadores e trabalhadoras do nosso País está preparado para os futuros enfrentamentos para a proxíma data-base, bem como em todo o ano para que possa se estabelecer LUTAS constantes na defesa das bandeiras historicas do movimento sincical.
"Entretanto, nosso entendimento tem que está dentro da vivência em harmonia (CAPITAL X TRABALHO) mas, não podemos deixar de fazer nosso dever de casa que é primeiramente saber com quem devemos LUTAR para avançar e conquistar dias melhores com condições de trabalhos mais dignas e saúde de qualidade. Por isso, companheiros e companheiras, cabe a nós SINDICALISTAS a missão de continuar ao lado dos trabalhadores e trabalhadoras para alcançar essa sociedade justa e igual. Por que até o momento, sabemos da nossa importância neste processo por conseguirmos manter as conquistas mas, precisamos avançar de verdade e deixar a tímidez de lado. Para isso, temos que perder a tímidez e realializar a GREVE GERAL JÁ!" Afirma Derlan Queiroz (Dirigente Sindical)

Nenhum comentário:

Postar um comentário