quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Muritiba: 08 Imagens sacras são furtadas da Igreja Matriz


Nas primeiras horas da manhã deste dia 01, o cônego José de Oliveira Santos, informou a Polícia, que a Igreja da Matriz teria sido vítima de furto. De acordo com o Tenente Valdomiro Suzart, a Polícia Militar recebeu uma denuncia anônima, na madrugada de ano novo, que uma quadrilha estaria na cidade de Muritiba, com intuito de assaltar as agências bancárias da cidade. Uma operação policial foi montada; 34 policiais participaram da ação. O que a polícia não imaginava que isso seria apenas uma forma encontrada pelos bandidos para despistarem os policiais, que cercaram todo centro da cidade.
A ação dos bandidos foi articulada com a intenção de furtar as imagens sacras da igreja. Ao todo, foram levadas 08 esculturas religiosas do século VXIII, com mais de 300 anos de existência. 

A ação durou em torno de 15 minutos, sendo que os homens arrombaram o portão lateral da igreja e toda movimentação foi presenciada por moradores, que contaram a Polícia que imaginou que as pessoas que entravam no templo, por volta das 2:00 horas da manhã, desta terça-feira, seria a equipe do prefeito eleito, ornamentando a igreja para a missa de posse que aconteceria no local. As imagens de madeira, da Santa Luzia, Senhora Santana, São Domingos, Nossa Senhora do Rosário, Deus menino, Cristo Crucificado e 03 anjos de Nossa Senhora da Conceição, foram furtadas e transportadas pelo grupo em um carro modelo Strada.

A igreja centenária ficou completamente destruída em seu interior. A imagem de São Pedro, Padroeira da cidade também foi vítima da ação, mas o padre acredita que diante do peso, não foi possível leva-la, porém parte de sua estrutura foi danificada. A delegacia da cidade encontra-se interditada, sendo acionada a Polícia Civil de Santo Amaro, para realizar a pericia do local. Até o fechamento desta matéria, ninguém foi preso. Em menos de 40 dias, 05 cidades do recôncavo baiano, foram vítimas dessas ações criminosas. Antes de Muritiba, Conceição do Almeida, Maragojipe, São Felipe e Cachoeira tiveram imagens levadas de seus templos católicos. A Polícia trabalha com hipótese de uma quadrilha especializada em furtos de esculturas sacras. Fábio Santos/ Voz da Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário