segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Mulher vai se casar com assassino da irmã gêmea

Uma mulher argentina provocou indignação na própria família ao aceitar se casar com o homem que matou a irmã gêmea dela, na Argentina. Edith Casas, 22 anos, deve se casar com Victor Cingolani perto da penitenciária onde ele cumpre pena de 13 anos de prisão. Em junho deste ano, ele foi condenado pelo homicídio da ex-namorada, a modelo Johana Casas, crime ocorrido em agosto de 2010.

A família de Edith diz que o casamento é uma "terrível traição". A cerimônia será realizada com dois amigos do casal, que servirão de testemunhas, além de vários policiais que acompanharão Cingolani.


A mãe de Edith, Marcelina, disse que a filha sofre de problemas psicológicos. A mulher teme que Cingolani mate Edith também. O casal namora há cinco anos, e a jovem defende que o futuro marido é vítima de um erro da Justiça. Edith está ajudando Cingolani a apelar contra a condenação. "Victor não é uma pessoa má e eu não estou braba. Nós não temos dúvida sobre o que estamos fazendo. Nós nos amamos", disse ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário