terça-feira, 18 de dezembro de 2012

"Ainda querem que eu, Ricardo Machado, devolva R$ 228 mil ao município"



O prefeito reeleito de Santo Amaro, Recôncavo Baiano, Ricardo Machado (PT), reclamou da rejeição das contas de 2011 pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).
Segundo o TCM, o relator do parecer, conselheiro Paolo Marconi, imputou multa de R$ 8 mil ao gestor, além do ressarcimento, com recursos pessoais, de R$ 228.967,84, referentes ao pagamento de juros e multas por atraso no pagamento de obrigações. Além disso, ele foi multado em R$ 46.800,00, correspondentes a 30% dos vencimentos anuais, pela não execução de medidas para a redução do montante da despesa total com pessoal.
De acordo com o órgão, no referido exercício, Santo Amaro apresentou uma receita arrecadada na ordem de R$ 63.007.038,36 e realizou despesa no importe de R$ 65.762.230,49, com um déficit orçamentário de R$ 2.755.192,13, descompasso esse que já havia ocorrido no exercício anterior (2010), pois foram arrecadados R$ 54.159.776,11, com despesas no total de R$ 56.413.447,58, com déficit de R$ 2.253.671,47, fortalecendo a precária condução orçamentária por parte da Administração Municipal.
Em sua página do Facebook, o prefeito de Santo Amaro disse que o órgão não levou em conta a queda na transferência de recursos federais do Fundo de Participação dos Municípios. Bocão News

Nenhum comentário:

Postar um comentário