sábado, 10 de novembro de 2012

UFC abre as portas para as mulheres. Ronda é a primeira


Depois das lutas da terceira edição do UFC no Rio, no mês passado, o presidente da franquia, Dana White,revelou que tinha mudado de ideia sobre a entrada de mulheres na competição. Antes contrário a abrir as portas do UFC às lutadoras, o americano reconheceu que estava na hora de dar o próximo passo. E a mudança parece já ter começado. De acordo com informações divulgadas pelo site de celebridades TMZ na noite de quinta-feira, a americana Ronda Rousey, campeã peso-galo do Strikeforce - franquia que pertence aos mesmos donos do UFC - será a primeira contratada por Dana White. A americana Ronda, que é considerada a principal lutadora de MMA do planeta (nos vídeos abaixo, a atleta em ação), deverá fazer sua estreia no UFC já no ano que vem - ela nem sequer voltaria a lutar pelo Strikeforce.
Ronda iria para o UFC já como campeã, assim como já aconteceu como outros detentores de títulos de torneios absorvidos pela franquia de Dana White. José Aldo, por exemplo, era campeão do WEC e carregou seu título para o UFC quando o evento foi comprado. Entre as possíveis candidatas a desafiar Ronda na estreia estão a brasileira Cris Cyborg e as americanas Sara McMann e Miesha Tate. No Twitter, Miesha já se antecipou ao próprio UFC e anunciou estar confirmada na franquia. "Muito feliz por estar lutando no UFC. Tem sido um sonho meu por um muito tempo", escreveu. Dana White, que também costuma usar a rede social para anunciar novidades da franquia, ainda não confirmou oficialmente a notícia.
VEJA

Nenhum comentário:

Postar um comentário