quarta-feira, 31 de outubro de 2012

'É um luxo', afirma sem-teto, sobre antigo hotel invadido em SP


Os novos "hóspedes" ficaram maravilhados com as instalações do antigo hotel Lord Palace, inaugurado em 1958 na esquina da rua das Palmeiras com a Helvétia, no centro.
"Só tivemos que tirar o pó, estava tudo lindo e prontinho pra morar", disse Maria do Planalto, 54, uma das líderes da invasão de ontem.
"Hotel dos artistas" numa época em que a TV Globo ficava logo ao lado, o quatro estrelas fechou as portas em maio de 2004. Depois chegou a abrigar empresas e um restaurante, mas estava vazio nos últimos anos.
Dos 11 imóveis invadidos ontem, é o único que já foi desapropriado pela prefeitura para ser reformado e entregue à moradia popular. Conforme a Folha revelou na semana passada, serão 2.440 apartamentos em 17 prédios para famílias de baixa renda.
"É um luxo. Tem quarto com banheira e ar-condicionado funcionando", conta Damiana Gregório, 38, instalada com o marido e os dois filhos em uma das 170 suítes.
A maior parte das 368 pessoas que se acomodaram no hotel são de uma favela removida em 2008 no bairro Alto Alegre (zona leste). Desde então, as famílias já passaram por outras quatro invasões, a última delas em um prédio na avenida Ipiranga, e foram se virando na casa de amigos ou com o auxílio-aluguel.
Maria diz que o prédio tem regras rígidas: ninguém entra depois das 22h ou bêbado, e haverá grupos encarregados da limpeza e da alimentação. "A cozinha é ótima, mas dá dó sujar ela de gordura. Vamos cozinhar para todos só em um cantinho". Em nota, a prefeitura diz que vai tratar a questão do hotel judicialmente.
Informação: FOLHA DE SÃO PAULO

Nenhum comentário:

Postar um comentário