quarta-feira, 4 de julho de 2012

COMANDO DE GREVE DOS PROFESSORES MANTÉM CONTINUIDADE DO MOVIMENTO

Após um 2 de Julho com diversas manifestações dos professores estaduais, que contou com uma ampla participação da categoria, a proposta do comando de greve é pela continuidade do movimento grevista.
Na assembleia desta terça-feira (3), a APLB Sindicato responsabilizou o governo do estado pelo comprometimento do ano letivo. O Sindicato também pediu ao Ministério Público explicações sobre os contratos de Jorge Portugal. Segundo Merilene Betros, coordenadora financeira da APLB, a lei de greve diz que não é permitido demitir e contratar durante a greve, e que a possibilidade de demissão após 90 dias de paralisação das atividades é boato. (Metro 1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário