sábado, 2 de junho de 2012

CONCEIÇÃO DO COITÉ: ENGENHEIRA DIZ QUE PREFEITURA SE FAZ DE VÍTIMA

A engenheira ambiental Juliana Boaventura, que encaminhou a denúncia ao CQC sobre os problemas ambientais enfrentados pela população de Conceição do Coité, nega que tenha agredido a servidora municipal conhecida como Ika, conforme divulgado pelo blog do assessor de imprensa da prefeitura, chamado de Informe Bahia. “Isso não passa de falácia da prefeitura, que quer se transmutar de vilão à vítima diante das graves denúncias que o CQC vai mostrar no dia 18 de junho”, afirmou Juliana, que vai processar o assessor de imprensa da prefeitura, conhecido como Val César.
“Eu acompanhei a equipe do programa até a prefeitura. A gente bateu e a servidora abriu a porta. A equipe entrou e eu também, para tirar fotos. Como eles levaram a ossada de uma cabeça de um boi que pegaram no lixão onde são jogados restos de animais do Matadouro do povoado de Terra Nova, o fedor deve ter provocado o desmaio da servidora. Eu não troquei uma palavra com ela sequer. Tudo isso está filmado e vai ser exibido”, contou a engenheira ambiental.
A equipe do CQC visitou o Matadouro e o lixão da cidade, encontrando sérios problemas de saúde pública. “O que eles querem que a população pense é que a equipe do CQC esteve na cidade para agredir o prefeito. Querem se fazer de vítimas”, disse Juliana Boaventura. Informações: Sisal Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário