quinta-feira, 12 de abril de 2012

PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DECRETAM GREVE

Em assembléia realizada na manhã desta quarta-feira (11), em Salvador, professores da rede estadual de ensino da Bahia decretaram greve por tempo indeterminado no estado. A categoria alega que o governo do estado não cumpriu o acordo de reajuste de 22,22%, fazendo dos docentes alcançarem o piso nacional, de R$1.451,00.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB), professor Rui Costa, informou que representantes de 80 municípios participaram da assembleia que deflagrou a greve. As aulas devem ser suspensas a partir de quinta-feira (12).
Em entrevista ao Programa De Olho na Cidade, o presidente da APLB da Bahia, Germano Barreto, criticou o tratamento dado pelo governo ao movimento docente. “O governador autorizou o secretário de educação a assinar um acordo com os professores. Mas, agora, o governo diz que desconhece a promessa. Como vamos confiar?”.
O sindicalista criticou, ainda, as condições das escolas do Estado. “As escolas estão sem material, merenda e até papel higiênico”, afirmou Germano.
O líder do governo na Assembleia Legislativa, José Neto (PT), afirmou que o reajuste cobrado pelos professores não foi concedido por dificuldades financeiras ocorridas na economia nacional, que afetaram as contas do Estado. “Houve um impacto violento nas contas da Bahia. O Estado perdeu R$ 54 bilhões que seriam repassados pela União”, disse o petista. Informações : www.deolhonacidade.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário