domingo, 22 de abril de 2012

CERCA DE 37% DAS EMPRESAS CHECAM REDE SOCIAIS DE CANDIDATOS ANTES DE CONTRATÁ-LOS

A boa notícia para quem usa avidamente Facebook e outras redes sociais é que a minoria das empresas disse observar perfis em busca de motivos para não contratar um candidato
Na hora de tomar a decisão final de contratar um novo empregado, empresas estão consultando os perfis dessas pessoas em redes sociais: cerca de 37% dos empregadores nos Estados Unidos já admitem terem esse hábito. O dado consta em uma pesquisa do CareerBuilder, site especializado em carreiras, divulgada na última terça-feira (18).
Quando observam os perfis nas redes sociais, cerca de 65% dos empregadores dizem fazer isso para ver como os candidatos se apresentam profissionalmente na internet.
Além disso, aproximadamente metade deles quer ver se o candidato se encaixa na cultura da empresa; também metade deles admite olhar os perfis em redes sociais dos candidatos para saber mais sobre a qualificação dessas pessoas.
A boa notícia para quem usa avidamente Facebook, Twitter e outras redes sociais populares é que a minoria dos empregadores (apenas 12%) disse observar os perfis dos candidatos em busca de motivos para não contratá-los.
“Redes sociais são a forma dominante de comunicação nos tempos atuais, então certamente você consegue obter muitas informações sobre uma pessoa ao ver seu perfil público e online”, explica Rosemary Haefner, vice-presidente de Recursos Humanos do CareerBuilder. “No entanto, empregadores e departamentos de RH devem tomar decisões cuidadosas sobre a relevância que a informação encontrada online sobre os candidatos tem nas qualificações para uma vaga”, alerta.Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário