sexta-feira, 9 de março de 2012

MERCADO DESQUALIFICA O DIA DA MULHER, DIZ IVANNIDE SANTA BÁRBARA

“Deveria ser um dia de pura reflexão. Hoje é dia de lutas, de refletir sobre o que se tem feito para as mulheres, como está a distribuição dos espaços do poder”. A declaração é da militante do Movimento Negro Unificado, Ivannide Santa Bárbara, entrevistada no programaDe Olho na Cidade.
Inannide fez uma advertência: "O mercado se apodera da data com muita habilidade e faz dela um período de consumo, provocando a sua desqualificação. Amor e rosas têm que se dar todos os dias.
Popularmente, se diz que mulher não gosta de votar em mulher. Ivannide contesta: “Mulher não faz escolha espontânea de votar contra mulher. Mas o machismo incutiu na consciência dela que a política não é lugar de mulher. Nossos espaços seriam a cozinha, o tanque de lavar, no máximo na educação”.
Segundo Ivannide, a mulher foi educada para ser submissa e luta bravamente contra essa tradição. “Temos dificuldade de fazer com que as mulheres percebam o seu poder”.
Para a dirigente, apesar da luta secular, “falta muito”. Ele diz que é tão absurda a diferença que é possível apontar os nomes de mulheres ilustres ocupando espaços públicos. “Poucas ministras, uma presidente, poucas governadoras, poucas juízas”. Ela lamenta que a área onde as mulheres predominam ainda seja a dos empregados domésticos
Valdomiro Silva/ De Olho na Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário