sexta-feira, 30 de março de 2012

CONGRESSO NORDESTINO DE EXTENSÃO REÚNE 1.500 PESSOAS NA UEFS

A expectativa é que o 3º CNEU promova uma maior integração entre a comunidade acadêmica e a sociedade em geral e que seja um marco importante no processo de discussão do papel da Extensão Universitária Brasileira
Cerca de 1.500 pesquisadores, professores e estudantes de diversos estados brasileiros participam de 1º a 3 de abril de 2012, na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), do 3º Congresso Nordestino de Extensão Universitária (3º Cneu). O evento, que abordará o tema “Cultura, Diversidade e Identidade: o Papel da Extensão”, será aberto no próximo domingo, às 19h.
A programação prevê conferência sobre o tema Desafios e Dilemas para Políticas Culturais das Universidades proferida por Antonio Balbino Canelas Rubin, secretário de Cultura do Estado da Bahia. Ainda na abertura, haverá apresentação da Orquestra Sanfônica de Serrinha. A programação completa pode ser conferida no portal www.uefs.br.
O 3º Cneu tem o objetivo de debater as manifestações da cultura no cotidiano, visando aprofundar, dialogar e construir saberes. As atividades acadêmicas vão abordar temas como meio ambiente e sustentabilidade, promoção à saúde, práticas pedagógicas, educação, políticas públicas e formação docente. Estão previstas, ainda, atividades culturais e de comunicação, como identidade, diversidade e desenvolvimento, novas tecnologias, tecnologia social, além de institucionalização da extensão; geração de trabalho e renda e economia solidária, direitos humanos, justiça, juventude e cidadania.
O Congresso é promovido pelo Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras – Regional Nordeste e organizado pela Uefs em parceria com a Uesc, Uesb, UFRB, Ufba e Univasf.
O coordenador Washington Moura salienta que a extensão universitária se constitui numa ação da universidade junto à comunidade, disponibilizando à sociedade o conhecimento adquirido com o ensino e a pesquisa. Desse modo, a comunidade externa tem o retorno do que é investido na instituição.
A expectativa é que o 3º CNEU promova uma maior integração entre a comunidade acadêmica e a sociedade em geral e que seja um marco importante no processo de discussão do papel da Extensão Universitária Brasileira. (Ascom/Uefs)

Nenhum comentário:

Postar um comentário