domingo, 6 de novembro de 2011

CERCA DE 376 MIL UNIVERSITÁRIOS FAZEM A PROVA DO ENADE

Exame Nacional de Desempenho de Estudantes é aplicado em 1.365 municípios. A prova é um dos indicadores utilizados pelo MEC para avaliar a qualidade dos cursos superiores.
Cerca de 376 mil universitários foram convocados para participar do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), aplicadoneste domingo (6) em 1.365 municípios. A prova é um dos principais componentes dos indicadores utilizados pelo Ministério da Educação (MEC) para avaliar a qualidade dos cursos superiores. A participação é obrigatória.
O exame é aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e cerca de 8, 8 mil cursos serão avaliados em 2011. O aluno convocado que faltar à prova fica impedido de colar grau e, consequentemente, de obter o diploma de conclusão do curso. A partir deste ano, apenas os alunos concluintes farão a prova. Antes, os calouros também tinham que participar, mas a avaliação dos que ingressam nos cursos foi substituída pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que é aplicado aos estudantes no fim desse período.
Este ano, participam do Enade alunos dos cursos de arquitetura e urbanismo, engenharia, biologia, ciências sociais, computação, filosofia, física, geografia, história, letras, matemática, química, pedagogia, educação física, artes visuais e música. Também serão avaliados estudantes de cursos superiores de tecnologia em alimentos, construção de edifícios, automação industrial, gestão da produção industrial, manutenção industrial, processos químicos, fabricação mecânica, análise e desenvolvimento de sistemas, redes de computadores e saneamento ambiental.
O candidato pode consultar o seu local de prova no site do Inep. Também é obrigatório o preenchimento do questionário do estudante, utilizado para colher informações sobre o perfil socioeconômico do aluno e das condições da oferta de ensino pelas instituições. Para preencher esse questionário, o inscrito também deve acessar o portal do órgão. (Agência Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário