sexta-feira, 17 de junho de 2011

BAHIA TERÁ MAIS DE 200 MIL UNIDADES DO MINHA CASA

Para a Bahia, a expectativa do governador Jaques Wagner é, até 2014, alcançar a execução de 160 mil a 200 mil moradias nesta segunda fase.A construção de dois milhões de moradias no país, 60% delas para famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil, é a meta inicial da segunda etapa do programa Minha Casa, Minha Vida – um investimento de R$ 125,7 bilhões - lançado, nesta quinta-feira, 16, pela presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto.
Para a Bahia, a expectativa do governador Jaques Wagner é, até 2014, alcançar a execução de 160 mil a 200 mil moradias nesta segunda fase: segundo a última estimativa do Instituto João Pinheiro , de 2008, o estado tem um déficit habitacional em torno de 500 mil moradias. Em todo o país, esse déficit é de 8 milhões, segundo o governo federal.
“Na primeira fase do programa, cuja meta para o país era de 1 milhão, chegamos a 100 mil habitações na Bahia. Agora a meta são 2 milhões, então temos que colocar sebo nas canelas para manter essa proporcionalidade”, afirmou Wagner, que representou os governadores de todo o país na solenidade pelo fato de a Bahia ter alcançado o melhor desempenho na execução do programa: em lugar das 47 mil unidades previstas, os municípios baianos, juntos, conseguiram contratar 100 mil.
Atraso - Wagner atribui o mérito do resultado a uma conjunção de esforços envolvendo prefeitos, empresários, Caixa Econômica e movimentos sociais. Se o volume de contratações é alto, o total de unidades já prontas deixa a desejar. No país, de 1 milhão da meta da primeira fase, cerca de 300 mil foram concluídas até agora.
Segundo Mário Negromonte, ministro das Cidades, as outras 700 mil devem ficar prontas até o final desse ano. Na Bahia, das 100 mil que foram contratadas na primeira etapa, 15 mil foram concluídas e entregues.
“Um número muito grande de contratos foi firmado no final do governo Lula, em 2010, e por isso a maior parte ainda está em execução”, explica o secretário de Desenvolvimento Urbano do estado, Cícero Monteiro. (A Tarde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário