quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

CARTA ABERTA AO POVO DE CRUZ DAS ALMAS , POR ELVES SOUZA

No intuito de atingir a Prefeitura de Cruz das Almas e de se intrometer indevidamente no processo eleitoral para a escolha do reitor da UFRB, o vereador André Eloy publicou em seu blog notícias levianas e inverídicas ao meu respeito.
Não me restou outra opção senão, diante de tamanha iniqüidade, vir a público desmascarar a farsa montada pelo edil e restabelecer a verdade dos fatos.
Causa perplexidade o fato de um vereador municipal levar uma suposta denúncia ao conhecimento público sem que se dê sequer ao trabalho de ler a Portaria que supostamente embasaria a sua farsa. Entretanto, por mais incrível que pareça, foi isso que fez o vereador André Eloy.
Vamos então aos fatos: o vereador André Eloy me “acusou” de ter sido homologado para o cargo de Assistente Administrativo da UFRB sem pedir a exoneração do cargo de Secretário da Fazenda, que ocupei até o dia 24 de janeiro de 2011.
Mais uma vez, o despreparo do vereador é preocupante, uma vez que o mesmo confunde homologação com nomeação e posse, cometendo, por conta disso, graves leviandades. Se tivesse se dado ao trabalho de ler a Portaria de 7 de janeiro de 2011, divulgada no próprio site do vereador, o edil André Eloy teria se preservado de tamanho vexame.
Lembremos ao vereador que o texto final da referida portaria estabelece que “A posse dos nomeados ocorrerá no prazo de 30 (trinta) dias, contados da publicação desta Portaria no Diário Oficial da União, conforme o parágrafo 1º do artigo 13, da Lei 8.112/90”.
Portanto, quando fui nomeado para o cargo que prestei concurso público teria, a partir da data de publicação da Portaria, mais 30 dias para tomar posse do cargo e entrar em exercício. Como o vereador demonstra desconhecer esta lei, é preciso que o lembremos que este prazo legal foi instituído para que os servidores possam realizar os exames médicos e preparar a documentação necessária à investidura no cargo.
Como tomei posse na UFRB no dia 27/01/2011, eu poderia pedir a minha exoneração do cargo que ocupava na Prefeitura de Cruz das Almas até o dia anterior. Entretanto, pedi meu desligamento da Prefeitura a partir do dia 25/01/2011, embora o prazo final para a minha posse se encerrava somente no dia 8 de fevereiro de 2011.
Assim sendo, tanto a minha posse na UFRB quanto a minha exoneração da Prefeitura seguiram os procedimentos legais, sem nenhum tipo de privilégio e nenhuma “manobra intrigante”.
Como a culpar o espelho pela imagem refletida, o vereador André Eloy acusa-me, novamente de maneira leviana, de não ter cumprido sequer “um único dia” de trabalho na UFRB, mentira esta que pode ser facilmente desmascarada, uma vez que desde o dia em que assumi o cargo posso ser encontrado trabalhando no Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas da UFRB, fato notório e de conhecimento dos meus colegas de trabalho.
Entretanto, o vereador André Eloy, na ânsia de se intrometer na eleição interna da UFRB, continuou a levantar denúncias infundadas e levianas. Em seu site, o vereador afirma também que eu teria sido cedido “de imediato” à Prefeitura de Cruz das Almas. É de conhecimento de todos os meus colegas de trabalho da UFRB que eu continuo a exercer as minhas funções normalmente como sempre o fiz, desde o dia em que tomei posse, sem nunca ter me afastado em momento algum.
É lamentável que um vereador, representante do povo de Cruz das Almas, diante de tantas necessidades reais, se preste ao papel de mentir publicamente sem se dar sequer ao trabalho de investigar os fatos ou, no mínimo, ler atentamente a Portaria que pretensamente lhe serve de peça de acusação.
Mesmo agora, diante de tantas injustiças e calúnias, ainda tenho esperança que o vereador André Eloy aprenda a fundamentar suas denúncias e possa contribuir mais positivamente no desenvolvimento de nossa cidade.
Cruz das Almas, 2 de fevereiro de 2011.
Elves de Almeida Souza
Assistente em Administração da UFRB

Nenhum comentário:

Postar um comentário