sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

BAHIA TERÁ GRANDE INDÚSTRIA DE ÁGUA DE COCO

A nova indústria entrará em funcionamento a partir de abril, processando de 35 a 40 mil frutos/dia e produzindo 12.500 litros de água de coco/dia.
Líder na produção de coco, a Bahia terá a primeira grande indústria de água de coco, implantada em Juazeiro, no Núcleo 2 do Projeto Curaçá, pela empresa Ducoco Alimentos. A decisão dos empresários Marcos Frota e Mário Vital, respectivamente, presidente executivo e diretor de operações da Ducoco, foi anunciada durante reunião realizada, nesta quinta-feira (24), na Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri).
A nova indústria entrará em funcionamento a partir de abril, processando de 35 a 40 mil frutos/dia e produzindo 12.500 litros de água de coco/dia. Participaram do encontro, o secretário Eduardo Salles, o superintendente de Política do Agronegócio da Seagri, Jairo Vaz, o prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho, e os secretários da Agricultura e do Planejamento de Juazeiro, Agnaldo Meira e Carlos Neiva.
Com a implantação da indústria, a área plantada de coco na região de Juazeiro, que chega hoje a mais de mil hectares, será duplicada em menos de dois anos, gerando centenas de empregos na região. É o que prevê Eduardo Salles, salientando que a chegada da Ducoco a Juazeiro é mais um importante passo na agroindustrialização do Estado e no fortalecimento da economia do município, que está ganhando também uma unidade da Casa Valduga para processar as frutas produzidas no Vale do São Francisco.
De acordo com o prefeito Isaac Carvalho, a atração da Ducoco é resultado de um trabalho conjunto da prefeitura de Juazeiro e do Governo do Estado, por meio da Seagri, com o apoio da Codevasf e da Associação de Produtores do Projeto Curaçá. “A agroindustrialização está no foco do município para agregar valor à agricultura irrigada”.
Os planos da Ducoco são de crescimento na Bahia, com a instalação de mais duas unidades e, até o final do ano, decidir pela implantação de um grande projeto agropecuário, com área de plantio de coco própria de um ou dois mil hectares irrigados, como informou o presidente executivo Marcos Frota.
Ele explicou ainda que a primeira unidade seria instalada no município de Sousa, no sertão paraibano, “mas optamos por Juazeiro por causa da localização geográfica, da oferta de água, da produção de coco com qualidade e regularidade, da infraestrutura do município e por conta da segurança política/administrativa dos governos municipal e estadual”.
O superintendente de Política do Agronegócio, Jairo Vaz, destacou que a água de coco é um produto natural e saudável e o consumo está em alta nos mercados, com forte crescimento nas exportações. Lembrou ainda que a Ducoco vai trabalhar consorciada com os produtores da região, em sua maioria agricultores familiares, garantindo mercado para o fruto, principalmente na época mais crítica, entre os meses de março a novembro.  As informações são da Agecom

Nenhum comentário:

Postar um comentário