segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

BAHIA ENVIA PROFISSIONAIS PARA COLABORAR NO ATENDIMENTO ÀS VITIMAS DA REGIÃO SERRANA

A Bahia enviou ao Rio de Janeiro quatro profissionais que irão colaborar no atendimento às vítimas da tragédia das chuvas na Região Serrana do Rio de Janeiro. Os dois médicos, o enfermeiro e o técnico de resgate vertical que saíram da Bahia já estão na cidade de Nova Friburgo, onde atuarão em um hospital de campanha. Os profissionais baianos foram deslocados para o Rio de Janeiro após o secretário da Saúde do Estado, Jorge Solla, oferecer ajuda à secretaria de saúde do Rio de Janeiro. 
Ao todo, as chuvas já mataram 635 pessoas na Região Serrana do Rio. Pelos últimos levantamentos dos municípios, são 287 mortos em Nova Friburgo, 271 em Teresópolis, 56 em Petrópolis, 19 em Sumidouro e 2 em São José do Vale do Rio Preto. A maioria dos corpos já foi sepultada.
As buscas por outras vítimas que ainda estejam soterradas e o trabalho de resgate da população que ainda se encontra em áreas isoladas já entra no seu 6º dia, principalmente em Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis.
Não há registro de chuva nas três cidades nesta manhã, mas a previsão do tempo ao longo do dia é de pancadas de chuva e trovoadas, em toda a Região Serrana.
Esta já é a maior tragédia climática da história país. O número de vítimas ultrapassou o registrado em 1967, na cidade de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo. Naquela tragédia, tida até então como a maior do Brasil, 436 pessoas morreram. Informações: Sesab e G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário