segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

BAHIA INAUGURA PRIMEIRA FÁBRICA DE CHOCOLATE DA AGRICULTURA FAMILIAR DO BRASIL

O município de Ibicaraí, localizado na região cacaueira, sul da Bahia, foi beneficiado neste sábado (18) com a implantação da primeira fábrica de chocolate do país fruto da agricultura familiar. Inaugurado pelo governador Jaques Wagner, o empreendimento, financiado com R$ 1,5 milhão da Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir), e de coordenação da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vai atender 300 famílias de pequenos produtores rurais.
A indústria vai permitir o beneficiamento de 14,6 mil arrobas de amêndoas do cacau, desenvolvendo a Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solidária da Bacia do Almada e Adjacências (Coafba), que vai administrar a unidade, graças ao apoio do Estado e de agências de financiamentos oficiais (Banco do Nordeste e Banco do Brasil). A prefeitura de Ibicaraí entrou com os recursos para elaboração do projeto, infraestrutura, aquisição e doação do terreno. O governo participou com a aquisição de equipamentos e construção do empreendimento.O projeto prevê ainda a assistência técnica aos pequenos produtores voltada a melhorar a qualidade da produção e aumentar a sua produtividade, uma vez que a unidade industrial irá produzir chocolate com 50% a 70% de cacau. A estrutura da fábrica deve contar também com uma loja para venda dos produtos dos cooperados para os visitantes das instalações.
Com trabalho e afinco, a previsão é que os cooperados produzam 438 mil quilos de chocolate, o que representará uma receita de R$ 4 milhões por ano. O montante significa um aumento na renda familiar do agricultor de, no mínimo, 170%, o que vai refletir na melhoria da sua qualidade de vida e no desenvolvimento de municípios vizinhos, a exemplo de Coaraci, Buerarema, Itajuípe, Uruçuca e Floresta Azul.
Além do governador, participaram da inauguração os secretários Edmon Lucas (Desenvolvimento e Integração Regional), Eduardo Salles (Agricultura), entre outras autoridades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário